Códigos SVG












Nutrição e Endometriose

Para garantir uma dieta anti-inflamatória, a primeira coisa a se fazer é aumentar o consumo das frutas e verduras. Quanto maior for a variedade, melhor será a ingestão de todas as vitaminas, minerais e antioxidantes que auxiliam na redução da inflamação. Então, varie as cores das frutas e verduras e sempre inclua vegetais verde-escuros. A quantidade deve ser no mínimo 500g ao dia entre frutas e vegetais.

As gorduras insaturadas são fundamentais para esse processo anti-inflamatório, e elas estão presentes nos peixes de águas profundas como o salmão, atum, sardinha e arenque, no azeite de oliva, abacate, oleaginosas e sementes como linhaça, chia e semente de girassol.

Alimentos industrializados, principalmente os que tiverem grande quantidade de açúcar, gordura hidrogenada e aditivos químicos, são responsáveis por um aumento da inflamação. No topo dessa lista estão os biscoitos, sorvete, refrigerantes e sucos industrializados, ou qualquer alimento ultraprocessado.

Por isso, quanto mais alimentos in natura ou minimamente processados você consumir, mais benefícios terá.

E não esqueça de uma boa ingestão de água, pois é ela quem faz a limpeza do organismo, auxiliando na eliminação de toxinas.

A nutricionista Paula Lucena dá mais dicas no vídeo. Confira!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba em seu e-mail nossos materiais

Envie-nos sua mensagem

Dúvidas? Entre em contato! Preencha os campos abaixo! Logo retornaremos!

Você precisa aceitar a Política de Privacidade

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Política de Privacidade.

Entendi e Fechar